Configurações de postagens populares

Polícia

Acusados de matar Policial militar juliedes Nunes, são condenados em júri na cidade de Sarandi PR

Publicado

on

Vagner Mariano, de 29 Anos, e Débora dos Santos Alves, de 25 anos, foram condenados pela justiça pelo assassinato do soldado da PM (Polícia Militar), Juliedes Nunes, morto aos 37 anos, com vários tiros no conjunto Vale Azul em Sarandi. O crime aconteceu em abril de 2019.
Vagner e Débora foram condenados por homicídio triplamente qualificado e disparo de arma de fogo. O acusado teve pena estipulada em 22 anos e três meses de reclusão, enquanto a acusada teve pena proferida em 17 anos e nove meses. Ambos vão cumprir a pena em regime fechado e poderão pleitear na justiça o regime aberto após cumprimento de 2/5 da pena.
Segundo a apuração policial, Mariano foi quem executou o policial. Débora que era casada com um primo do executor, teria atraído a vítima até o local do crime. A polícia apurou à época, que o policial foi morto por ter combatido o tráfico de drogas no bairro. Segundo as investigações, a presença dele ‘incomodava’ os traficantes. Após matar o PM, o atirador fugiu e foi preso ano passado no Paraguai.
Já Débora foi capturada pela polícia pouco tempo depois do crime. Ao longo das investigações, ambos confessaram às autoridades a participação na morte do policial. Eles foram indiciados no crime de homicídio qualificado. Os dois já começaram a cumprir a pena e, tanto a defesa, quanto o MP (Ministério Público) podem recorrer da decisão.
Débora já cumpriu dois anos e meio em prisão preventiva que serão abatidos na execução penal.