Configurações de postagens populares

Polícia

Delegacia de Homicídio de Maringá,prende principal suspeito de praticar duplo Homicídio em Maringá .

Publicado

on

A Polícia Civil prendeu nesta terça-feira (15) um suspeito identificado como Gustavo José Quirino Vicente da Silva, de 23 anos. Ele é um dos responsáveis pelo duplo homicídio ocorrido no dia 30 de maio, em Maringá.

De acordo com as investigações da polícia, o homem preso e comparsas mataram a tiros Janine Naomi Ferreira dos Santos, de 20 anos, e a travesti Jean Vinícius  Inácio da Silva, de 18 anos, que era conhecida como Thainara Moraes.

De acordo com as investigações ele é apontado como um dos suspeitos de atirar nas vítimas. O crime estaria relacionado ao tráfico de drogas. 

O crime

Uma mulher e uma travesti foram executadas a tiros no bairro Conjunto Habitacional Requião, em Maringá, na madrugada deste domingo (30). De acordo com informações da Polícia Militar, as vítimas foram executadas em cima da cama.

O crime aconteceu por volta das 00h50, na Rua José Toral Querubim. As informações iniciais de testemunhas aos policiais são de que Janine Naomi Ferreira dos Santos, de 20 anos, estava na frente da residência, quando foi surpreendida por dois indivíduos armados. 

Um dos assassinos arrastou Naomi para dentro do imóvel e jogou ela em cima da cama onde estava a travesti Jean Vinícius  Inácio da Silva, de 18 anos, que era conhecida como Thainara Moraes. Na sequência a dupla atirou diversas vezes contra as vítimas. A maioria dos tiros atingiram a travesti. 

Dois rapazes que também estavam em outro quarto escutaram os tiros e conseguiram se esconder. Os quatros alugaram a residência na última sexta-feira (29).

Após o crime, os suspeitos fugiram e foram vistos subindo em uma moto que estava estacionada na esquina. Ainda não há informações sobre a motivação do crime. Os corpos das vítimas foram encaminhados para o Instituto Médico Legal de Maringá. Um perito do Instituto de Criminalística, recolheu 13 cápsulas de pistola .40.

Na madrugada de sábado, um motorista de aplicativo foi assaltado e apontou os moradores da residência como responsáveis pelo roubo. Inclusive a polícia foi até a residência na tarde deste sábado. Um investigador da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), esteve no local e já iniciou as investigações. 

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *